ONU Meio Ambiente e parceiros promovem desafio de inovação para cadeia de grãos

0
58
Colheita de soja. Foto Jonas Oliveira/ANPr
Colheita de soja. Foto Jonas Oliveira/ANPr

SEBRAE, EMBRAPA e ONU Meio Ambiente estimulam startups e empreendedores a criar soluções sustentáveis para a cadeia de produção de grãos. As inscrições estão abertas até 16 de julho.

As propostas devem estar alinhadas à solução de problemas ou identificação de oportunidades que tragam melhoras socioambientais para a cadeia produtiva de grãos, tais como: redução de emissão de carbono, diminuição de perdas e ineficiências, gestão de resíduos, uso eficiente de energia, controle ou redução de defensivos químicos, eficiência no uso de recursos hídricos, conservação do solo e soluções colaborativas.

Startups e empreendedores têm uma oportunidade de apresentar ideias e propostas para soluções a problemas da cadeia de produção de grãos no “Camp de Ecoinovação Agrotech: Sustentabilidade para a Cadeia de Grãos”, resultado de parceria entre Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) e ONU Meio Ambiente. As inscrições estão abertas para todo o país até 16 de julho, por meio do link www.sebrae.com.br/desafioagrotech.

Serão selecionadas até 20 propostas inovadoras, sendo até dez oportunidades de ideias de empreendedores e até dez voltadas para startups em operação ou tração. As propostas devem estar alinhadas à solução de problemas ou identificação de oportunidades que tragam melhoras socioambientais para a cadeia produtiva de grãos, tais como: redução de emissão de carbono, diminuição de perdas e ineficiências, gestão de resíduos, uso eficiente de energia, controle ou redução de defensivos químicos, eficiência no uso de recursos hídricos, conservação do solo e soluções colaborativas.

“Um dos pontos centrais é o desafio de aprender a conservar o meio ambiente ao mesmo tempo em que se investe e estimula ideias inovadoras sem causar prejuízo à cadeia de valor que envolve toda a produção de grão. O resultado é a redução do impacto ambiental e o aumento na competitividade do agronegócio de grãos brasileiro”, destaca a diretora técnica do SEBRAE, Heloisa Menezes.

O diretor de transferência de tecnologia da EMBRAPA, Waldyr Stumpf, ressalta a aproximação entre tecnologia e o setor rural. “O valor mais importante que vemos nesta ação é a oportunidade de aproximar a juventude a esse diálogo entre tecnologias digitais e a construção de soluções sustentáveis para a agricultura brasileira”, disse.

Aquele que garantir o primeiro lugar na categoria startups terá o direito de participar de uma feira com foco em sustentabilidade, em Paris, na França, em dezembro deste ano. O vencedor na categoria de ideias participará da Conferência Anual de Startups e Empreendedorismo (CASE), a ser realizada em outubro em São Paulo.

“No âmbito da Agenda 2030, estamos determinados a trabalhar para proteger o planeta da degradação, sobretudo por meio do consumo e da produção sustentáveis, da gestão sustentável dos recursos naturais e de medidas urgentes sobre a mudança climática – que traduzem o escopo do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 12, desafio ambicioso, mas factível, que só pode ser alcançado se nos unirmos: Nações Unidas, governos, sociedade civil e setor privado”, destaca a oficial de programa da ONU Meio Ambiente, Regina Cavini.

Redação Investvida
Fonte: Onu Brasil


Deixe uma resposta