Centro de ensino mobiliza alunos e professores para pedir mais sustentabilidade em João Pessoa

0
93

Em João Pessoa, 330 alunos e 30 professores do Instituto Pessoense de Educação Integrada (IPEI) passaram o ano letivo de 2016 organizando atividades sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas. Chamada “Nosso Planeta, Nossa Casa”, a iniciativa produziu um documento com soluções para problemas da cidade que será entregue à Câmara Municipal.ipeiods

Em João Pessoa, 330 alunos e 30 professores passaram o ano letivo de 2016 organizando atividades sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas. Chamada “Nosso Planeta, Nossa Casa”, a iniciativa produziu um documento que será entregue à Câmara Municipal da capital da Paraíba. A ideia é propor que a Casa legislativa inclua na pauta discussões sobre as novas metas da ONU.

“A Agenda 2030 nos ajuda a ficarmos mais conscientes, a descobrirmos novas iniciativas e também debatermos com as pessoas as mudanças que queremos”, conta a aluna do sétimo ano do Instituto Pessoense de Educação Integrada (IPEI), Mariana Gomes Bezerra.

No último sábado (12), uma mostra pedagógica no centro de ensino expôs materiais produzidos pelos estudantes a partir de debates sobre desenvolvimento sustentável. “O trabalho desperta nos alunos uma preocupação consigo, com os outros e com o planeta, e é desenvolvido com apoio da família que participa, e o envolvimento faz grande diferença nos resultados”, explica a psicopedagoga da escola, Bianca Meireles.

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) participou do evento com o Projeto Brasil ODS 2030, que visitou o colégio para conhecer a iniciativa.

O documento que será enviado a vereadores de João Pessoa contém uma lista de soluções para ajudar a cidade a cumprir as metas da agenda. Entre as recomendações, estão a instalação de lixeiras de coleta seletiva na capital, a criação de um plano municipal de habitação para os moradores de rua e a garantia de que todas as áreas da cidade terão saneamento básico.

“Estarmos em 2016, primeiro ano de implementação desta agenda, e vendo um trabalho deste em desenvolvimento pela escola e pelos estudantes demonstra que existe o compromisso com a mudança aliado com a responsabilidade de colocar em prática novas iniciativas, de forma sustentável e inclusiva. Tudo isso nos leva a enxergar o alcance das metas e dos objetivos da Agenda 2030 como uma realidade nos próximos anos”, afirma a analista de mobilização do Brasil ODS 2030, Inalda Béder.

Fonte: Onu Brasil
Foto: IPEI / Mariana Paz


Deixe uma resposta