Empreendedora resolve rodar SP de bike para vender mais

0
132

thumbConduzindo pelas ruas uma bicicleta artesanal especialmente montada com acessórios de sua marca, executiva teve em outubro um faturamento mensal 50% maior

Se os clientes não vão até você, que tal ir até os clientes? Foi o que fez a empreendedora Flávia Ferreira, dona da marca de acessórios F. Ferreira. Há pouco menos de um mês, ela colocou na rua uma ideia diferente: uma bicicleta customizada para vender as peças da marca por São Paulo.

“Nos inspiramos na geometria e na textura da cidade e sentimos a necessidade de nos aproximar desse cliente de alguma forma. Então pensamos: por que não fazer essa aproximação com uma bike, que é móvel?”, conta a criadora da ideia.

Há pouquíssimo tempo na rua, a iniciativa já tem gerado resultados positivos. No mês de outubro, as vendas de bike apresentaram um acréscimo de 50% no faturamento mensal da marca.

Loja móvel
Além de ser mais flexível, a loja móvel tem a grande vantagem do baixo custo. Afinal, se optasse por um ponto comercial, a marca teria que arcar com aluguel, além de se adaptar aos horários dos shoppings, por exemplo.

“As pessoas se atraem pela bicicleta e se surpreendem de uma forma positiva. Veem que são produtos diferentes e querem comprar. Isso é muito legal”, afirma.

Assim como a bike, os produtos da F. Ferreira mantém uma identidade artesanal. Todas as peças são produzidas pela equipe de artesãs da própria marca. Ou seja, ali você não vai encontrar produtos da China.

Dentre os itens estão colares, anéis e pulseiras, feitos principalmente de couro, pedras e metal, além de alguns itens de prata. Os preços vão de 39 a 280 reais. Além da bike, a loja também vende pela internet e pelo atacado para lojas multimarcas, com foco tanto no público feminino quanto no masculino.

Com o sucesso da experiência, o objetivo da marca é aumentar o número de bikes disponíveis, inclusive com a possibilidade de transformar o negócio em franquia.

Fonte: Mobilize Brasil


Deixe uma resposta