Perspectivas para o Gerenciamento de Resíduos Sólidos

0
133

Residuos-solidosA Política Nacional de Resíduos Sólidos estabeleceu, através das ferramentas de controle, as diretrizes sobre a questão da gestão, pública e privada, de resíduos sólidos no país. Uma das ferramentas de destaque apresentadas pela PNRS foi o Plano Nacional de Resíduos Sólidos, o qual introduziu uma cartilha de boas práticas com vistas a uma gestão social e ambientalmente adequada dos resíduos.

A PNRS tem obtido, desde sua regulamentação, avanços significativos nas questões relativas a gestão de resíduos sólidos. Através de uma estratégia que previu o compartilhamento de responsabilidades (logística reversa) entre todos os entes envolvidos na cadeia de produção, distribuição e comercialização dos produtos, que em uma fase pós consumo se transformarão em resíduos, a PNRS conseguiu fomentar a criação de acordos setoriais e redes de trabalho eu vem desenvolvendo um papel fundamental para o alcance das metas previstas na lei.

 Apesar dos muitos avanços proporcionados pela PNRS ainda existem diversas questões que se colocam como grandes obstáculos a serem vencidos para uma efetiva solução quanto ao tema no Brasil.

O processo desenvolvido pela Ciclo Reverso traz um caráter inovador na gestão de resíduos sólidos. Através de um modelo patenteado único no Brasil a gestão proposta permite o desenvolvimento de pesquisas e inovação de processos e produtos que tem possibilitado uma importante abertura no mercado de insumos e produtos de diferentes tipos.

Com o acompanhamento e certificação de parceiros como a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Universidade do Vale dos Sinos (Unisinos), Instituto de Pesquisas Tecnológica de São Paulo (IPT-SP), Laboratório SENAI, entre outros, a Ciclo Reverso vem desenvolvendo soluções de amplo espectro para os desafios da gestão de resíduos sólidos da produção.

Heitor Campana

Engenheiro Ambiental – CREA/RS 209583


Deixe uma resposta